vale

...eu sei...estamos em montanhas diferentes... os vales foram escavados pela torrente de dôr que provocamos um ao outro...eu sou corajoso para os enfrentar de peito aberto... mas se as tuas muralhas estiverem fechadas nada posso fazer.... sou um ser humano... não um super homem...
era preciso que o orgulho que segura as correntes da tua ponte levadiça quebrassem e me deixasses trespassar o reduto tumultuoso das tuas defesas...
qual principe encantado,
em seu cavalo alado,
tomava-te em meus braços,
e nessa tua frágil postura,
embalava-te e sussurava,
meu amor,
agora estás segura...
cheguei para nos proteger...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

amei, amava e amo...

EcLiPsE

Extrato do Comboio da vida...